O engenheiro que atua nessa área desenvolve e aplica tecnologias para proteger o ambiente dos danos causados pelas atividades humanas. Sua principal função é preservar a qualidade da água, do ar e do solo. Realiza estudos de impacto ambiental, propondo soluções que visam ao aproveitamento racional dos recursos naturais.

Elabora e executa planos, programas e projetos de gerenciamento de recursos hídricos, saneamento básico, tratamento de resíduos e recuperação de áreas contaminadas ou degradadas. Pode ocupar-se, ainda, do estudo de várias fontes de energia e da avaliação do potencial energético de uma região.

O currículo é multidisciplinar e engloba matérias das áreas de exatas, biológicas e sociais aplicadas. Assim, as aulas de matemática, física e química alternam-se com as de economia, administração, ecologia, geologia, hidrologia e meteorologia.

A partir do terceiro ano, o aluno se aprofunda no estudo dos impactos causados pelas atividades humanas sobre o meio ambiente, em aulas de manejo e recuperação de recursos naturais, poluição ambiental, conservação e uso do solo. Para obter o diploma é obrigatório fazer um estágio supervisionado e apresentar uma monografia. Duração média: cinco anos