Esse profissional aplica tecnologia de ponta no cultivo de frutas, verduras, legumes, plantas ornamentais, medicinais e aromáticas ou que servem como condimentos. Suas funções são semelhantes às do agrônomo, mas voltadas especificamente para produtos cultivados em hortas e pomares.

Ele cuida das diversas fases dessas lavouras, do plantio à comercialização da safra, racionalizando o emprego de equipamentos, mão-de-obra e insumos. Pode trabalhar na extensão rural, em indústrias de alimentos, em empresas agrícolas e de reflorestamento e com pesquisa e ensino.

Os dois primeiros anos são voltados para a formação básica. Nessa fase, o currículo apresenta muita matemática, química, física, estatística e informática. Depois entram as disciplinas profissionalizantes, como fruticultura, olericultura (cultivo de legumes), hidráulica, irrigação e drenagem.

Também há muitas matérias ligadas à Agronomia, como fisiologia vegetal, fitopatologia, manejo e conservação de solos. O estágio, antes do fim do curso, é obrigatório. Duração média: cinco anos.