O engenheiro mecânico desenvolve e projeta máquinas, equipamentos, veículos, sistemas de aquecimento e de refrigeração e ferramentas específicas da indústria mecânica. Também supervisiona sua produção. Calcula a quantidade necessária de matéria-prima, providencia moldes das peças que serão fabricadas, cria protótipos e testa os produtos obtidos.

Organiza sistemas de armazenagem, supervisiona processos e define normas e procedimentos de segurança para a produção. Controla a qualidade, acompanhando e analisando testes de resistência, calibrando e conferindo medidas.

Pode dedicar-se às vendas. Costuma trabalhar com engenheiros eletricistas, de materiais, de produção e de automação e controle, na montagem e automação de sistemas, na manutenção de aeronaves e na indústria de eletroeletrônicos.

Além das disciplinas básicas de engenharia – fundamentalmente física e matemática –, o aluno assiste a aulas de termodinâmica, mecânica dos fluidos, transmissão de calor, resistência de materiais, processos de transformação, vibrações e sistemas mecânicos.

Muitas escolas direcionam a formação para uma especialidade, como aeronaves, armamentos ou manutenção. A USP em São Carlos, por exemplo, oferece cinco habilitações, de mecatrônica a materiais metálicos.

Seja como for, há muita atividade em laboratório, como desenvolvimento de ensaios e de protótipos e estudo de combustíveis alternativos e de tecnologia de ponta. Fique preparado para desenvolver sua habilidade em desenho, indispensável para o projeto de máquinas. Algumas escolas oferecem Engenharia Mecatrônica como habilitação do curso de Mecânica. Duração média: cinco anos.