Com profundo conhecimento dos metais e de suas propriedades, esse engenheiro é responsável pelo beneficiamento de minérios e por sua transformação em metais e ligas metálicas. Ele atua em todo o processo, desde extração, refino e conformação, até obtenção de produtos com estrutura e propriedades ajustadas às diferentes finalidades.

Desenvolve e adapta esses metais, para os mais diversos usos industriais, desde a confecção de chapas e vigas para a construção civil até a produção de latas de refrigerante, implantes ortopédicos e trens de pouso de aviões.

Também combina metais com outros materiais, como vidro, plástico ou cerâmica, criando compostos com novas propriedades. Presente em quase todos os segmentos industriais, esse profissional é indispensável nas indústrias de base e no setor metalúrgico.

Os dois primeiros anos são dedicados às disciplinas básicas comuns a todas as engenharias. A partir do terceiro ano dominam as matérias específicas, entre elas processos de transformação, metalurgia extrativa e física. O estudante cumpre boa parte da carga horária em laboratório.

Também se dedica ao estudo das variáveis dos processos de produção de metais e ligas e à caracterização das propriedades desses materiais. No fim do curso são exigidos um estágio e um trabalho de conclusão de curso. Algumas escolas oferecem formação semelhante no curso de Engenharia de Materiais com habilitação em metais. Duração média: cinco anos.