O geólogo investiga a ação das forças naturais sobre o planeta e seus efeitos, como a erosão, a glaciação e a desertificação. Para isso, ele pesquisa e analisa fósseis e minerais e a topografia dos terrenos. Classifica rochas ígneas, sedimentares e metamórficas, que ocorrem tanto na superfície terrestre quanto no subsolo e no fundo do mar.

Também localiza e acompanha a exploração de jazidas de minério, depósitos subterrâneos de água e reservas de petróleo e de gás natural. Faz parte de suas preocupações procurar evitar os danos que a exploração desses recursos possa causar ao meio ambiente.

Elabora relatórios de impacto ambiental e analisa o terreno antes da realização de grandes obras, como túneis, barragens, reservatórios, usinas, estradas e aterros.

Começa com matérias básicas, como química, matemática, física e biologia. A partir do segundo ano já entram no currículo as disciplinas específicas, voltadas para o estudo das rochas e de sua formação: geoquímica, geofísica, mineralogia, geomorfologia e petrografia (estudo descritivo das rochas).

Nos trabalhos de campo, o aluno faz mapeamentos e coleta material que será mais tarde analisado em laboratório. Em algumas escolas, exige-se, no último ano, um trabalho de conclusão de curso, que pode ser feito em campo ou em uma empresa, de acordo com o tema escolhido. Duração média: cinco anos.