Esse bacharel pesquisa, ensina, orienta e utiliza terapias naturais na prevenção e no tratamento de doenças ou distúrbios físicos ou na melhoria da qualidade de vida do homem. Atua em equipes multiprofissionais, buscando o restabelecimento do equilíbrio energético dos pacientes, com o emprego de grande variedade de técnicas e materiais.

Estão na lista plantas medicinais, essências de flores, cores e luzes, massagens, alimentação saudável e atividades físicas. Quase 150 terapias alternativas são listadas pela ONU, o que revela o crescente reconhecimento e respeito pelo trabalho desse profissional. Ele pode atuar, ainda, no gerenciamento de clínicas que aplicam esses métodos e essas técnicas.

O currículo inclui formação teórico-científica e prática em diversas terapias, entre elas cromoterapia, fitoterapia e hidroterapia aplicada. Há, ainda, disciplinas da área da saúde, como anatomia, fisiologia, bioquímica e patologia, e da área humanística, como antropologia, ciências sociais e psicologia.

A prática profissional começa, geralmente, no terceiro ano. O estágio é obrigatório, e algumas escolas exigem, ainda, uma monografia no fim do curso.

Duração média: quatro anos.